sexta-feira, outubro 08, 2010

Resenha A Mão Esquerda de Deus

Nome: A Mão Esquerda de Deus.
Autor: Paul Hoffman.
Editora: Suma de Letras (Objetiva).
Sinopse: O Santuário dos Redentores é um lugar desolador. Um lugar onde a esperança e a alegria não são bem-vindas. A maior parte dos meninos que habitam o lugar foi levada para lá muito nova e contra a vontade. Eles padecem sob o regime opressor dos Lordes Redentores, cuja violência e crueldade têm como único propósito honrar a memória do Redentor Enforcado - e passam suas vidas prisioneiros dos corredores labirínticos e tortuosos do Santuário, um lugar com séculos de história e segredos, e que ninguém conhece por completo...

No meio de um desses corredores há um menino. Talvez ele tenha 14 anos, talvez tenha 15: ninguém sabe ao certo. Lá dentro, é chamado de Thomas Cale. Seu verdadeiro nome, já esqueceu há muitos anos. Ele já esqueceu de tudo de sua antiga vida. Em breve, será a testemunha de um ato horrendo. E é neste momento que começará a sua extraordinária vida futura.


CONHEÇA O ANJO DA MORTE!
---



RESENHA

Tenho começar dizendo que simplesmente AMEI esse livro. O autor realmente soube captar o interior das personagens e os cenários são tão bem detalhados que acabei me sentindo dentro da história!

Como vocês viram ali em cima, o livro tirou nota máxima em todos os requisitos: a capa é incrível, e eu adorei o fato de deixarem a capa original, apesar de adorar ver capas novas também. A tradução, feita pelo Fabiano Morais, está impecável. Não achei um único erro de concordância, gramática ou qualquer que fosse, o que não se pode dizer de muitos livros traduzidos por aí. Em criatividade, o livro simplesmente surpreendeu. Fazia tempo que eu não lia uma história tão bem escrita e tão diferente!

Tudo isso contou muitos pontos para a nota da obra, mas nada comparado ao modo como o autor expõe suas personagens. Hoffman mostra como o meio e a criação afetam o caráter e a personalidade que o ser humano virá a desenvolver. Como exemplo, temos Arbell Pescoço de Cisne, com sua beleza incomparável e que nasceu em berço de ouro. Arbell foi criada para ser a típica princesa, a delicadeza em pessoa, assim, quando vê Thomas Cale, um garoto que cresceu em meio a surras não justificadas e ensinamentos impostos, que teve que aprender a esconder todas suas emoções para poder sobreviver ao Santuário, a garota fica horrorizada e o julga imediatamente por suas maneiras pobres e seu espírito vingativo.

O caráter, a personalidade e os pensamentos da personagem principal, Thomas Cale, me conquistaram imediatamente. Com seus milhares de defeitos, ele ainda consegue conquistar o leitor simplesmente por sua ignorância quanto a coisas extremamente normais, como, por exemplo, quando conhece Riba, a primeira garota que já viu na vida.

Enfim, não quero colocar muitos spoilers, então vou parando por aqui. O livro realmente vale a pena, cheio de aventura, diálogos interessantes e engraçados, uma leitura leve e viciante. Leiam A Mão Esquerda de Deus!

3 comentários:

Débora M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Débora M. disse...

A Resenha tá otima,até melhor que as minhas
Vi que está lendo Fallen,espero que goste,porque eu achei mais ou menos :)

Brena Letycia disse...

é a melhor resenha que eu já li,e não quero ler esse livro,acho que nao me dei bem com a capa,ela me dá arrepios,e o booktrailer,principalmente

Postar um comentário

:a :b :c :d :e :f :g :h :i :j :k :l :m :n :o :p